Dinah Laurel Lance, uma análise da melhor heroína do Arrowverse

Dinah Laurel Lance, uma análise da melhor heroína do Arrowverse

11 de dezembro de 2017 2 Por otaviomeloc

Quando a série do Arqueiro Verde foi anunciada, os fãs ficaram animados para ver o casal 20 da DC Comics em live action. Não foi bem o que aconteceu. Dinah Laurel Lance, a Canário Negro, sofreu nas mãos dos produtores da série até ser morta por fanservice de um casal que nem mesmo faz parte da história da DC. A personagem foi reduzida a uma figurante de luxo com pequenos plots de desenvolvimento. O que foi o bastante para ela se tornar a personagem mais sólida de todo o Arrowverse. Dessa forma, essa matéria é uma análise da trajetória de Dinah Laurel Lance, dito isso aproveitem!

Leia Mais: Arrow – Como lidar com a morte numa série que a banalizou

O Verdadeiro “Time” Original de Oliver

Laurel Lance (Katie Cassidy) Arrow @CW.

Dinah Laurel Lance, conhecida apenas como Laurel Lance na série, foi introduzida como um interesse amoroso do Oliver Queen. Ela ainda não lutava contra o crime, pelo menos não nas ruas, a personagem interpretada pela Katie Cassidy era uma advogada.

E esse foi um dos pontos positivos da série, mesmo que o Arqueiro Verde e a Canário Negro não lutassem lado a lado nas ruas, Oliver e Laurel trabalhavam juntos trocando informações sobre criminosos mesmo ela não sabendo que Oliver era o Capuz (codinome usado pelo Oliver na 1ª temporada). Por mais que a série tente forçar Oliver, Diggle e Felicity como o time original, a primeira pessoa que realmente ajudou o Arqueiro Verde foi a Laurel.

A Segunda Temporada e Laurel Lance

Laurel Lance (Katie Cassidy) Arrow @CW.

Dinah passou por maus bocados durante a segunda temporada, o que despertou um certo ódio do publico da série que vinha sendo acostumado com desenvolvimentos superficiais e personagens prontos. Do alcoolismo, reaparecimento da irmã, traição, mãe ausente, pai alcoólatra, demissão do trabalho.

Laurel sofreu durante toda a temporada mas esses problemas não impediram ela de ser a unica pessoa tentando desmascarar Sebastian Blood, o irmão sangue, um dos principais vilões daquele ano.

Leia Mais: 4 Personagens Bissexuais para se Orgulhar

Canário Negro

Dinah Laurel Lance análise

Sara Lance (Caity Lotz) e Laurel Lance (Katie Cassidy) Arrow @CW.

No final da segunda temporada, Sara Lance a primeira Canário, passou o manto da heroína para a Laurel. Em uma cena simbólica, colocando sua jaqueta preta na irmã. Nas HQs a jaqueta preta é um simbolo forte para representar o legado da Canário Negro. Assim, durante a terceira temporada pudemos ver o nascimento de uma das maiores heroínas da história da DC Comics.

Um dos principais motivos para a Laurel ter se tornado a Canário Negro foi para honrar a morte de sua irmã, Sara Lance. O que não deu muito certo, pois ela não poderia ser a Sara, assassina treinada pela Liga dos Assassinos. Enfim, ela queria fazer justiça e esse foi o motivo mais forte que a fez sair da sombra de sua irmã e encontrar sua própria luz como Canário Negro e heroína.

Seu Treinamento e Princípios

Em uma rápida passagem ela diz “Eu sou a justiça da qual você não pode escapar” fazendo alusão a situação criminal de Starling City, a justiça tradicional não estava sendo eficaz então ela decidiu fazer com as próprias mãos. Não da forma violenta como o Oliver vinha fazendo mas do seu próprio jeito. Pegando os bandidos como uma vigilante a noite e os colocando atrás das grades através dos julgamentos judicias como advogada e promotora durante o dia.

Laurel Lance (Katie Cassidy) Arrow @CW.

Laurel pediu para que Oliver a treinasse, mas ele recusou. O que fez a Canário procurar ajuda por conta própria. Ted Grant conhecido como o Pantera, um dos maiores lutadores do universo DC Comics, foi o primeiro professor da personagem.

Nyssa Al Ghul e até mesmo o Arsenal também ajudaram no seu desenvolvimento em artes marciais. Laurel já possuía um conhecimento de auto defesa como vimos nas primeiras temporadas. A Canário foi as ruas e apanhou bastante mas se levantou todas as vezes e aprendeu a ficar de pé. No final a Canário Negro estava lá, a essência da personagem das HQs que tanto esperamos ver em live action estava lá.

Sua trajetória como heroína

E a essa altura pouco importava se Arqueiro Verde e Canário Negro estavam juntos, a personagem cresceu ao ponto de se sustentar sozinha e criar a sua própria história longe da sombra de Oliver Queen, algo que foi muito bem trabalhado após a sua morte durante toda a 5ª temporada. Laurel deixou para trás um legado de justiça tão forte que não poderia ser resumido em apenas um ou dois episódios foi preciso um ano inteiro.

Dinah Laurel Lance análise

Canário Negro (Katie Cassidy) e Arsenal (Colton Haynes) Arrow @CW.

Dessa maneira, ajudou a salvar o Glades quando o Arqueiro Verde desapareceu, protegia mulheres indefesas e até mesmo ajudou a salvar a cidade várias vezes. Inspirou outras pessoas a lutarem. Todas as suas conquistas e empenho ganharam de volta o público que no começo a criticaram. Até que os produtores de Arrow tomaram a pior decisão em seus seis anos no ar, matar a Canário Negro.

E isso refletiu diretamente na audiência que nunca mais se recuperou. Tentaram a substituir a personagem e até trouxeram a Katie Cassidy de volta mas não foi o bastante para apagar o erro que fizeram ao matar um dos maiores personagens da história da DC. Na época até mesmo alguns escritores da empresa de quadrinhos se pronunciaram, os fãs ficaram revoltados e o assunto foi um dos mais comentados no Twitter. Até hoje a série há quem critique a série pela decisão.

“Dinah Laurel Lance, sempre tentando salvar o mundo”. Criou seu legado na série mesmo sendo apagada várias vezes pelos diretores e conseguiu solidificar sua imagem como Canário Negro mesmo após a sua precoce morte.

E aí concordam com a nossa análise da Dinah Laurel Lance? Comentem aqui embaixo!